quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Abre o teu refúgio ...

"Oh bela, gera a primavera
Aciona o teu condão
Oh bela, faz da besta fera
Um príncipe cristão
Recebe o teu poeta, oh bela
Abre teu coração
Ou eu arrombo a janela"


Enquanto eu lia sobre a pessoa errada, eu me lembrava de você. Talvez você não seja a certa, e nem talvez a errada. Talvez não seja a pessoa. Fostes apenas algo passageiro, talvez sem fim. Mas quem sabe, quem vai saber? Meu coração me engana, a partir do momento que ama quem me engana. Enganar sim. Enganar com esse seu jeito tão doce e lindo, que se é de admirar, e depois me fazer sofrer. O mais engraçado é que a minha admiração por você continua a mesma, intacta. Bom, você me ajudou a viver, a aprender que tem oportunidades nas nossas vidas que são únicas, e se disfarçam com a mais perfeita camuflagem. Na verdade, o imperfeito é o perfeito. O imperfeito é só uma camuflagem do que eu realmente é o perfeito, a essência. O ápice de tal coisa, é ai que vemos o perfeito. Ele se disfarça, ele só descoberto pela inocência. Afinal se o perfeito se colocasse em exposição com esse nome, ele seria o mais cobiçado. Mas não, simplesmente ele só se revela aos puros de coração. Logo me pego pensando, qual seria o destino na Fera, mais uma vez o perfeito camuflado, se não fosse a pureza da Bela? Do que seria ele, se não achasse refugio em Bela, lugar que ele pudesse se mostrar. Se revelar. É algo preso que queria sair, e que quer sair, mas precisa do refugio. Decidi então tentar ser esse refugio que me leva além, que me mostra o perfeito, o mais puro, a essência. Decidi abrir as portas desse refugio que tem nome de coração, pra que as camuflagens caiam, e enfim eu possa ver o que desejo ver.

4 comentários:

barbaranonato disse...

Eu já tive a grata surpresa de ver além da Fera. Fiz da minha chance oportunidade, e confesso que fui muito feliz!

Ana Beatriz disse...

Sempre tentamos esquecer uma pessoa, mas é difícil, porque com tanto mais que tentamos, vemos ela escapar entre os dedos, e isso dói mais do que tudo.

Pedro Ricelly disse...

Espero não passar a vida toda tentando ser esse refúgio de alguém.

Káh Menezes. disse...

Gostei do post. =)

Beijos Káh,
www.universoblue.blogspot.com

DIREITOS AUTORAIS

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.

Art. 7. São obras intelectuais protegidas as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro.

Art. 28. Cabe ao autor o direito exclusivo de utilizar, fruir e dispor da obra literária, artística ou científica.

Art. 29. Depende de autorização prévia e expressa do autor a utilização da obra, por quaisquer modalidades.