terça-feira, 2 de novembro de 2010

Observar

___Era de madrugada e chovia. Acordei com o barulho da chuva. Havia gotas se deparando com a janela do meu quarto. Mas uma em especial. Havia muitos obstáculos para ela ir cumprir a sua missão. Molhar a terra. Mas na verdade ao menos eu saberia qual era a missão dela. Talvez fosse só me observar dormir, mesmo que, sem sabera ela, com insónia.
___A via tão presa enquanto as outras tão livres, soltas para a direção do vento. E ela ali parada. Parada pois seu obstáculo impedia a ação do vento. Olhei pro horário, era hora de voltar a dormir. Mas não. Eu continuei a observar.
___A força de vontade, que não é propriedade nossa. Força que nos leva a admirar. Via aos poucos ela se esparramando. Esparramar-se não é dividir-se. Ela não se dividia. Elas enfrentavam juntas, mas não se dividiam. E me peguei pensando, o como é fácil para nós apenas escrever um bilhete, deixa-lo em baixo da porta, escrito adeus. Mas ela não sabera viver sem a sua outra metade. E então, ela tentou, tentou, tentou, e conseguio. O vento a levou.
___Levantei e chorei. Minhas lágrimas rolavam pelo meu rosto e ele continuava seco. Não sabera eu que aquelas lágrimas era o sinal que valeu observar. Mas ao mesmo tempo eu percebera que minhas lágrimas rolavam inteiras, não deixando nem se quer uma molécula para umedecer meu rosto. E foi assim que eu soube que aquela gota que se foi, estava dento de mim. Ela era eu...eu era a gota.

6 comentários:

Franciele Valadão disse...

Ameio o seu blog, o nome então, achei perfeito! Estou seguindo.

Isadora disse...

que texto liiindo, serio. me identifiquei muito.. amei. parabéns! lindo blog, lindo tudo! :B adshds
um beijãõ! e passa la no meu ? :)
http://legitimautopia.blogspot.com/

Raíla Guimarães disse...

"Ela era eu... Eu era a gota."
Incrível, amei, vou seguir.

Mariana Lopes disse...

Adorei seu blog, de verdade. O post também está muito bom. Parabéns!

Kobayashi disse...

Muito bom. Escreve bem e bem profundo tambem. Parabens mesmo e sucesso.

abraço

Pedro Ricelly disse...

Você era a gota? Você se foi '-'

Lindo Texto!

DIREITOS AUTORAIS

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.

Art. 7. São obras intelectuais protegidas as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro.

Art. 28. Cabe ao autor o direito exclusivo de utilizar, fruir e dispor da obra literária, artística ou científica.

Art. 29. Depende de autorização prévia e expressa do autor a utilização da obra, por quaisquer modalidades.